ONG Rio de Paz lança campanha ‘É justo?’ para cobrar serviços públicos

riodepaz2Com o objetivo de chamar a atenção dos governantes, a ONG Rio de Paz está lançando hoje nas redes sociais a campanha “É Justo?”, na qual vai divulgar fotos de locais marcados pela desigualdade social e por deficiências nos serviços públicos nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Esta foto aí de cima é do lixo acumulado na Favela do Jacarezinho, comunidade pobre a menos de três quilômetros do Maracanã, onde será realizada a final da Copa. As imagens terão em comum bolas com cruz vermelha pintada.

“Nosso pedido é que os governos façam investimentos também em educação, saúde e segurança. Queremos que haja responsabilidade social com Padrão Fifa por parte dos governantes e da Fifa” diz o líder do Rio de Paz, Antônio Carlos Costa.

A ONG — que luta pela redução de homicídios — abraçou também causas sociais e observa que o protesto não tem objetivo de boicotar ou ser simplesmente contra a Copa do Mundo. “Só acreditamos que a Copa seria melhor se não tivesse sido feita com dinheiro público”, diz Costa.

Fonte: ancelmo.com

Até tu ADIDAS?

Deputado Estadual de SP opina sobre o marketing de gosto duvidoso da gigante ADIDAS.

adidasPor Carlos Bezerra Jr, em postagem no facebook.

Toda empresa esportiva sabe da relação entre os grandes eventos esportivos mundiais e o aumento do tráfico de pessoas, principalmente para fins sexuais.

Apesar das campanhas educativas, a Copa da África do Sul teve a triste marca de 100 mil pessoas traficadas. Na Alemanha foram 30 mil. O Ministério Público já registra desde 2012 sites de venda de meninas aqui no Brasil voltados à Copa do Mundo.

Não foi só a imagem preconceituosa da mulher brasileira que ofendeu o público, foi também a tentativa da empresa de fugir da responsabilidade que tem: investir para reduzir o tráfico de pessoas nos eventos que patrocina.

Se, nesse contexto, a empresa estimula o turismo sexual, é uma prática inaceitável. Devido à revolta da sociedade o produto foi retirado do mercado.

O que seria realmente bom é ver a Adidas apoiar verdadeiramente o esporte e o Brasil, investindo pesado numa campanha contra o tráfico de pessoas na Copa de 2014.

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/folhanacopa/2014/02/1417599-adidas-diz-que-vai-retirar-do-mercado-camisetas-do-brasil-com-apelo-sexual.shtml